Categoria decide pela adesão à paralisação na Greve Geral de 14 de junho

Na última sexta-feira (7), a categoria participou de uma assembleia itinerante convocada pelo Sinttrol para decidir se os trabalhadores iriam ou não aderir à Greve Geral de 14 de junho.

A paralisação – que terá duração de um dia – foi convocada por centrais sindicais e está mobilizando a classe trabalhadora em todo o país na luta contra a Reforma da Previdência e em defesa dos direitos trabalhistas, que estão sendo duramente atacados e destruídos nos últimos anos.

Por ampla maioria, a categoria decidiu pela adesão à Greve. Portanto, o Sinttrol convoca todos os trabalhadores a não comparecerem a seus locais de trabalho na próxima sexta-feira (14). A programação para essa data de luta ainda será divulgada pelo sindicato ao longo desta semana.

Por que o Brasil vai parar?

A Greve Geral de 14 de junho será um poderoso instrumento de luta para pautas como:

  • A luta contra a Reforma da Previdência, criada para dificultar o acesso a aposentarias e pensões, além de reduzir o valor desses benefícios;
  • Em defesa do Sistema Único de Saúde (SUS) e da assistência social, que também serão desestabilizados se a Reforma da Previdência for aprovada;
  • A exigência de que o Governo Federal desenvolva políticas para gerar postos de trabalho no país. Hoje, mais de 13 milhões de brasileiros estão desempregados, sem ter nenhuma fonte de renda formal para sustentar suas famílias;
  • A revogação da Reforma Trabalhista, que interferiu em mais de 100 artigos da CLT e retirou direitos do trabalhador.

O momento é de luta pelos seus direitos e pelo futuro do país!

Confira a contagem de votos da assembleia itinerante

Total de votantes: 556

Número de votos na Opção A (a favor da Greve): 457

Número de votos na Opção B (contra a Greve): 95

Votos brancos: 1

Votos nulos: 1

Fonte: Sinttrol

Post Relacionados