Conheça algumas dicas para evitar acidentes no transporte de cargas

Transportar cargas é um trabalho que acarreta muitas responsabilidades e preocupações para o motorista. Prazos apertados, más condições das estradas e apreensão com furtos e roubos são algumas aflições que podem fazer com que o trabalhador esqueça que a prioridade é tomar precauções para se manter seguro.

Pensando no segmento, o Sinttrol separou alguns lembretes importantes para evitar riscos nas estradas. Confira e compartilhe com os colegas!

Diminua os quilômetros rodados de uma só vez

Não é raro que os patrões estipulem prazos de entrega apertados, que levam os trabalhadores a percorrerem distâncias muito grandes em uma única viagem. Isso pode custar a carga mais importante de qualquer caminhão: a vida de quem o conduz.

É fundamental tirar todas as pausas asseguradas por lei e respeitar os limites do seu próprio corpo. Caso sinta que o sono e o cansaço estão vencendo a batalha, não hesite em parar no próximo posto – e nunca no acostamento – para repousar.

O Sinttrol lembra à categoria que estabelecer prazos impraticáveis pode ser uma atitude interpretada pela Justiça do Trabalho como assédio moral e, nesse caso, dá direito a indenização para o trabalhador. Na dúvida, entre em contato com o sindicato e relate a situação.

Descanse!

Por falar em descanso, a fadiga é uma das maiores inimigas de quem trabalha na estrada. A Lei 13.103/2015, mais conhecida como Lei do Caminhoneiro, estabelece que motoristas profissionais têm direito a 11 horas de descanso a cada 24 horas trabalhadas, e folga de um dia após viagens com duração superior a sete dias.

Para o presidente do Sinttrol, João Batista da Silva, é essencial que a categoria denuncie transportadoras que não respeitam a legislação ou incentivam os trabalhadores a não tirarem intervalos. “As pausas são uma forma de garantir segurança e qualidade de vida para os motoristas. Mais do que um direito trabalhista, é uma maneira de assegurar condições dignas de trabalho. O patrão não pode descontar os momentos de descanso, e nem usar qualquer ferramenta de coerção para convencer o trabalhador a não usufruir delas”, alerta.

Atenção ao excesso de carga

O desrespeito ao limite de peso previsto pela legislação e resoluções do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) é um problema grave que coloca a vida do trabalhador em risco.

Além de ser uma infração de trânsito que pode custar quatro pontos na carteira do condutor – mesmo que o motorista não seja dono do caminhão – o excesso de carga em longo prazo provoca danos nas peças e estrutura do veículo, aumentando a probabilidade de acidentes causados por falha mecânica.

Caminhões muito pesados também têm sua velocidade e tempo de resposta reduzidos. Caso aconteça alguma situação de risco emergencial na estrada, o motorista não consegue reagir rápido o suficiente.

Transportadoras que desrespeitam o limite de cargas em Londrina e região devem ser denunciadas ao Sinttrol. Os relatos podem ser feitos pelo telefone (43) 3322-2242.

Fonte: Sinttrol

Post Relacionados
Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.