Falha humana é causa de 90% dos acidentes de trânsito

Um levantamento feito pela Organização Mundial da Saúde (OMS) comprovou um dado alarmante: 90% dos acidentes de trânsito no Brasil são causados por fator humano. Ainda segundo o órgão, cerca de 40 mil brasileiros morrem todos os anos em desastres automobilísticos, transformando o tráfego do país no 5º mais violento do mundo.

Na opinião do presidente do Sinttrol, João Batista da Silva, o panorama deve acender um alerta vermelho para os rodoviários, que vivem nas estradas todos os dias. “Se o índice de mortes é alto e os maiores agentes causadores desses acidentes são a imprudência e a desatenção, a equação é simples: quem está atrás do volante tem uma responsabilidade decisiva para a construção de um trânsito mais seguro”, comenta.

É comum que quem trabalha em veículos muitas vezes priorize o cumprimento de sua função, deixando sua própria segurança em segundo plano. Contudo, os números mostram que não deve haver brecha para se descuidar. É imprescindível respeitar os limites de velocidade das vias públicas e sempre estar atento ao que acontece ao seu redor.

Além de prestar atenção ao tráfego, é essencial ficar alerta aos sinais do próprio corpo. Segundo a Associação Brasileira de Medicina e Tráfego (Abramet), entre os acidentes ocasionados por fator humano, 60% são causados por sonolência e cansaço. Por isso, é essencial respeitar o tempo de descanso estabelecido em lei e procurar atendimento médico sempre que notar alterações sem justificativa nos padrões de sono, humor e concentração.

Rodovias

Apesar de não serem o fator primordial da maior parte dos acidentes, as más condições nas rodovias também podem influenciar o desempenho dos motoristas e induzi-los a erros.

“Sabemos que as condições das vias no Brasil estão bem abaixo do ideal, e que isso pode acabar propiciando falhas humanas que talvez não acontecessem com estradas em bom estado. Por esse motivo, estamos sempre cobrando políticas públicas para que as rodovias sejam aprimoradas, asfaltadas, reformadas, modernizadas e bem sinalizadas”, comenta João Batista.

Em 2015, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), repartição do atual Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, lançou o aplicativo DNIT Móvel, que permite que condutores abram ocorrências sobre rodovias em má situação de uso diretamente pelo celular. As solicitações são enviadas para a ouvidoria do órgão. Para conhecer o recurso, clique aqui.

Fonte: Sinttrol

Post Relacionados
Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.