Motoristas brasileiros revelam preocupação com segurança

A missão de transportar milhares de passageiros por dia não é fácil. Ter contato com pessoas cheias de pressa todos os dias, enfrentar ruas e estradas nem sempre em boas condições e dirigir veículos antigos são alguns dos desafios dos motoristas de ônibus urbanos do Brasil.

A Confederação Nacional do Transporte (CNT) divulgou no início de 2017 uma pesquisa inédita que traçou o perfil dos motoristas de ônibus urbanos do país. A pesquisa entrevistou 1.055 motoristas em 12 estados do Brasil. O objetivo do estudo foi entender o cotidiano desses trabalhadores e quais suas principais necessidades, já que esses aspectos afetam a vida de milhares de passageiros todos os dias.

Ao responderem questões sobre rotina de trabalho, segurança, tecnologia e saúde, 61,7% dos entrevistados demonstraram preocupam com a própria segurança e com a segurança de seus passageiros, e exigem um aumento na segurança policial. Cerca de um terço dos motoristas já foi vítima de assaltos nos últimos dois anos.

Mais da metade dos motoristas consideram a profissão desgastante, estressante e fisicamente cansativa. Um dos fatores que agrava essa situação é a infraestrutura precária das ruas e estradas brasileiras. 77,6% dos entrevistados consideram a situação do asfalto das vias ruim ou péssimo.

De acordo com o presidente Sinttrol, João Batista da Silva, garantir a manutenção das ruas e estradas brasileiras garante a segurança dos motoristas e dos passageiros que utilizam o transporte coletivo público. “É necessário investir mais nesse setor e priorizar a segurança de todos no trânsito. Esses trabalhadores são responsáveis por milhares de passageiros todos os dias e merecem ter melhores condições de trabalho”, afirma.

Fonte: Sinttrol

Post Relacionados