Oficinas mecânicas escondem perigos para a saúde e a segurança dos trabalhadores

sinttrol_escritorio-2_01Os trabalhadores que atuam nas oficinas mecânicas sabem que esses ambientes escondem diversos riscos. A realização das tarefas diárias dos profissionais de uma oficina envolve o trabalho com máquinas, ferramentas e, em alguns casos, até produtos e substâncias químicas.

Para que o conjunto de ações nas oficinas ocorra corretamente, o ambiente de trabalho precisa ser seguro e adequado. A má organização do local e o contato de solda com um botijão de gás durante a execução do trabalho podem provocar um incêndio na oficina.

O Instituto da Qualidade Automotiva (IQA) revela, por exemplo, que um dos grandes perigos das oficinas mecânicas é a inalação de fumaça e de gases tóxicos ao manusear combustíveis, solventes e outros produtos químicos.

O monóxido de carbono é um dos gases que necessitam de atenção especial. Geralmente ele é encontrado na fumaça gerada que sai do escapamento. Na presença da fumaça, o oxigênio do ar é substituído pelo monóxido de carbono. Com essa redução, o trabalhador pode inalar gases e sofrer asfixia. Em casos mais graves, a inalação pode levar à morte.

Além disso, gasolina, querosene e solventes podem gerar vapores e micropartículas que, quando inalados, podem causar a inflamação das vias respiratórias, além de crises de tosse e chiados no peito. O risco de infecções e desenvolvimento de doenças respiratórias também é maior.

Por isso, a manutenção preventiva das instalações da oficina deve ser feita regularmente. É o que aponta o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Londrina (Sinttrol), João Batista da Silva.

“Algumas medidas podem ser tomadas com o intuito de proteger o trabalhador. O uso dos Equipamentos de Proteção Coletiva (EPCs) e dos Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) dentro da oficina são indispensáveis. Além disso, também é preciso verificar periodicamente o estado da fiação elétrica e das tomadas, substituir as lâmpadas queimadas e realizar a limpeza adequada do local”, orienta.

É por isso que o Ministério do Trabalho exige que os donos dos estabelecimentos forneçam materiais de segurança para os funcionários. Esses, por sua vez, são obrigados a utilizar os equipamentos. O uso de macacão ou avental, máscaras, protetores auriculares, óculos com proteção nas hastes, luvas, creme protetor para as mãos e botas com biqueira de aço ajudam na proteção durante a jornada de trabalho.

A segurança e a saúde do trabalhador devem ser prioridades no trabalho. Se o trabalhador perceber isso não está ocorrendo, deve entrar em contato com o Sindicato.

Fonte: Sinttrol

Post Relacionados