Para evitar dores, pausas e descanso nas estradas são fundamentais

sinttrol_saude-01_01O trabalho ao volante pode gerar cansaço e desgaste psicológico, principalmente para quem dirige por horas seguidas. Com o passar do tempo, as dores podem se tornar constantes. Por isso, a postura correta e a realização de exercícios físicos regulares são fundamentais para manter a saúde e a qualidade de vida dos motoristas.

Para evitar problemas futuros de saúde, o ideal é que os motoristas sentem corretamente no banco. O posicionamento incorreto do corpo pode causar tensão, dores, lesões, formigamentos ou, até mesmo, danos permanentes à coluna. Por isso, a recomendação é utilizar os tempos das paradas para mexer o corpo e realizar alguns exercícios.

Por isso, enquanto estiver dirigindo, o motorista deve manter os ombros relaxados e sempre trocar, por breves períodos, a posição. Os ombros também acumulam a tensão física e emocional, decorrentes do estresse. O movimento da cabeça e o alongamento do pescoço e dos ombros ajudam a evitar dores e inflações musculares.

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Londrina (Sinttrol), João Batista da Silva, orienta os trabalhadores para que não se deixem levar pela pressão dos patrões e cumpram os períodos reservados para o repouso e descanso. Caso os empregados sofram algum tipo de retaliação, eles podem buscar o auxílio do Sindicato.

“Por causa da pressão de patrões, muitos trabalhadores acabam desenvolvendo doenças ou transtornos por fazer jornadas mais longas do que aquilo que é permitido por lei.

Segundo especialistas, o ideal é que os motoristas façam pausas de duas em duas horas para conseguir se alongar. Mas, acima de tudo, o respeito aos direitos dos trabalhadores é fundamental para gerar uma boa qualidade de vida para os rodoviários.

Fonte: Sinttrol

Facebook