Saúde do motorista é central para a segurança no trânsito

O cotidiano dos motoristas rodoviários é marcado pelas jornadas extensas, pelo estresse das rodovias e pelo cumprimento de horários e metas apertadas. Não é difícil imaginar que essas condições de trabalho precárias afetam a saúde do trabalhador. No entanto pouco se fala sobre os impactos que essa realidade traz para a segurança de toda a sociedade.

Os números do Ministério do Trabalho (MTb) explicam por que é importante que todas as pessoas se preocupem com as condições de trabalho dos rodoviários. Os motoristas de caminhão são a categoria que mais morre em acidentes de trabalho. Eles representam 15% das mortes que ocorreram durante o expediente no Brasil nos últimos cinco anos.

O estresse e o cansaço também são comuns entre os motoristas de ônibus. Nem sempre as empresas formulam as escalas de horários e os trajetos de uma maneira que respeite os limites físicos e emocionais dos empregados. Essa irresponsabilidade coloca em risco a integridade física dos trabalhadores e dos passageiros.

Para o presidente do Sinttrol, João Batista da Silva, é importante esclarecer que a empresa que não garante dignidade aos motoristas rodoviários coloca a vida de todos em perigo. “Se os patrões respeitassem o bem-estar dos trabalhadores, com certeza o trânsito brasileiro seria mais seguro”, afirma.

Fonte: Sinttrol

Post Relacionados