Sinttrol marca presença em Seminário Jurídico da NCST/PR – Sinttrol – Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Londrina

Sinttrol marca presença em Seminário Jurídico da NCST/PR

5e8da3f1-dcb5-461a-b2a3-56d518afba51O movimento sindical precisa estar preparado para lidar com os aspectos jurídicos que afetam os sindicatos. Com o intuito de aprimorar essa atuação, o Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários de Londrina (Sinttrol) participou, em 17 de outubro, do 1º Seminário Jurídico promovido pela Nova Central Sindical dos Trabalhadores do Estado do Paraná (NCST/Paraná).

O encontro reuniu entidades sindicais de todo o estado e foi, também, uma oportunidade para debater sobre a importância da Justiça do Trabalho na defesa dos interesses dos trabalhadores.

Conforme explicitou o desembargador do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 9ª Região, Cássio Colombo, quando o trabalhador vai demandar na Justiça, individualmente, ele é muito fragilizado. Por isso, o acompanhamento da entidade sindical é indispensável.

“É necessário que as entidades sindicais assumam esse papel de representantes dos trabalhadores e conversem com os juízes, pois o único lugar onde o trabalhador realmente é ouvido, é na Justiça do Trabalho”, comentou.

A participação do Sinttrol nesse encontro, foi ativa. O presidente do Sindicato, João Batista da Silva, esteve presente em uma mesa de debates, que discutiu assuntos referentes ao mundo do trabalho.

“É importante buscarmos uma legislação que defina, de uma vez por todas, os aspectos referentes à contribuição sindical”, avaliou.

14729215 1254428271264891 1531689752077529762 nJá no dia 18, foi a vez da realização da Plenária Estadual da NCST/PR, com a prestação de contas e a previsão orçamentária para 2017. Para o diretor do Sinttrol Idenildo Dias Alves, uma das principais discussões no Seminário foi sobre a possível reforma trabalhista.

“Além disso, estão em discussão a PEC [Proposta de Emenda à Constituição] 241 e o PLP [Projeto de Lei Complementar] 257. A primeira limita os gastos do governo, e o PLP afeta os ganhos reais do salário mínimo. Ambos atingem os trabalhadores”, afirmou.

Fonte: Sinttrol

Facebook